Menino Joel: O documentário proibido na Bahia



“No último sábado (3), momentos antes da exibição do documentário “Menino Joel” na comunidade de Nordeste da Amaralina, em Salvador (BA), a PM (Polícia Militar) impediu a sessão alegando que o filme compromete sua ação violenta. 

O longa-metragem traz depoimentos dos familiares e amigos de Joel da Conceição Castro, assassinado por um disparo que atravessou uma janela da casa da família, que fica no mesmo local onde o filme seria exibido.

Segundo os policiais, o conteúdo do filme incita o confronto entre a população e as forças de segurança pública, em momento em que a comunidade realiza várias mobilizações, principalmente após a morte de Carlos Alberto Conceição, primo de Joel, também assassinado pela PM em 13 de julho.

Carlos Alberto trabalhava em um hotel, e, segundo os familiares, estava de folga com seus amigos quando foi abordado pelos policiais. O primo de Joel não tinha passagem pela polícia. 

As denúncias de violência policial na comunidade de Nordeste da Amarilda são frequentes. Segundo os moradores, os policiais invadem as casas sem mandado, e abrem portas com alicates, com a desculpa de que existem bandidos escondidos dentro delas.”

Veja o documentário:



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...