Livro mostra processo criativo de Breaking Bad, Mad Men e outras séries

Livro mostra processo criativo de Breaking Bad, Mad Men e outras séries (Divulgação)
 Do adNEWS

"No final da década de 1990 e início dos anos 2000, a televisão norte-americana deu início a uma transformação sem precedentes. Canais de TV a cabo como HBO, FX e AMC passaram a investir fortemente em produções autorais com narrativas dramáticas e cheias de ressonância emocional, personagens politicamente incorretos e assuntos que fugissem do senso comum. O enorme sucesso dessas séries elevou o patamar da televisão, que passou a ser vista não apenas como um ambiente capaz de produzir arte de qualidade, mas o principal meio  criador de arte da nossa era.

No livro Homens Difíceis, que está sendo lançado pela Editora Aleph, o autor Brett Martin, correspondente da revista GQ, chama essa revolução de “A Terceira Era de Ouro da Televisão”. Tudo começou com a série Família Soprano e seu protagonista, o chefe da máfia Tony Soprano – um dos personagens de ficção mais memoráveis das últimas décadas –, e teve continuidade com The Wire, Mad Men e Breaking Bad. Essas produções conquistaram um público altamente fiel não só nos Estados Unidos como também no Brasil e em outros muitos países.
Combinando uma pesquisa profunda com análise cultural e contexto histórico, Martin relata como se deu a ascensão dos problemáticos anti-heróis, chamados por ele de "homens difíceis": o secreto e solitário Don Draper, de Mad Men; o assassino Al Swearengen, de Deadwood; o astuto Walter White, de Breaking Bad e outros. Para o autor, eles são todos parentes psicológicos de Tony: "infelizes, moralmente comprometidos, complicados, profundamente humanos".
Personagens que despertam tanto a nossa simpatia como a nossa repulsa, um sentimento de identificação e uma cumplicidade implícita em suas ações obscuras.
Para analisar de forma profunda esses personagens, Martin entrevistou e analisou os criadores das séries – os “showrunners”, uma nova geração de autores, homens tão complicados, idiossincráticos e difíceis, como os brilhantes protagonistas de suas produções –, dentre eles David Chase (Família Soprano), David Simon e Ed Burns (The Wire), Matthew Weiner e Jon Hamm (Mad Men), David Milch (Nova York Contra o Crime, Deadwood) e Alan Ball (A Sete Palmos). 
Também conversou com dezenas de outros roteiristas, diretores, executivos dos estúdios, atores, assistentes de produção, maquiadores e supervisores de roteiro para revelar os segredos e os caminhos que conduziram essas séries a um sucesso estrondoso.
Recomendado tanto para os fãs quanto para quem estuda assuntos ligados à televisão e ao cinema, Homens Difíceis nos leva aos bastidores de nossos programas favoritos, mostrando uma história nunca antes contada e explicando como a TV a cabo emergiu da sombra de meros veículos reprodutores de filmes para se tornar uma parte verdadeiramente influente no nosso cotidiano, um importante divisor de águas da nossa cultura."

Um comentário:

Marcelo M disse...

Ouvi falar desse livro e realmente parecer ser muito bom. Seria fanta'stico se a televisao brasileira tambe'm passasse por uma revoluc,ao em sua dramaturgia como a tv americana passou.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...