Dez novas séries que prometem agitar a TV americana

"O fim do verão nos Estados Unidos marca o início de aguardadas temporadas das séries de TV e a estreia de novos seriados.

Da BBC

A BBC Culture assistiu aos pilotos de vários novos lançamentos e selecionou dez que prometem dar o que falar. Dentre as séries aqui citadas, apenas Scream Queens, da Fox, tem previsão de estrear no Brasil, em 23 de setembro.

Supergirl (CBS)


Baseada na personagem da DC Comics, Supergirl tem Melissa Benoist no papel da prima do Super-Homem, Kara Zor-El, que tem poderes semelhantes aos dele.

Enquanto salva cidadãos inocentes de tragédias, Kara trabalha como assistente de uma editora durona (Calista Flockhart).

A chegada do fotógrafo Jimmy Olsen (Mechad Brooks) promete tornar a vida de Kara mais interessante.

Uma perspectiva feminista e a carismática atuação de Benoist devem cativar a audiência.

Os Muppets (ABC)


O novo seriado está mais para 30 Rock do que para The Muppet Show, com a adorada turminha de Caco e Miss Piggy agora trabalhando em uma espécie de talk show.

Produzida por Bill Prady, de The Big Bang Theory, a série usará uma linguagem parecida com a do sucesso The Office, seguindo os personagens em estilo observacional enquanto no escritório e em casa.

O resultado é uma pegada mais engraçada e charmosa, que parece mais atual e imprevisível. Mas é possível que agrade mais os adultos do que crianças.

Code Black (CBS)


Baseado em um tenso documentário de mesmo nome, Code Black é um envolvente drama médico que se passa no pronto-socorro mais movimentado dos Estados Unidos, onde as necessidades dos pacientes geralmente são maiores do que os recursos disponíveis – uma situação conhecida como “code black” (“código negro”).

O elenco é encabeçado pela atriz Marcia Gay Harden no papel de Leanne Rorish, a brutal diretora do hospital, que demanda perfeição a todo momento e acredita que correr riscos é a melhor maneira de enfrentar desafios.

É um drama no estilo Plantão Médico (E.R.), mas com uma forte mistura de emoções e inteligência.

Crazy Ex-Girlfriend (The CW)


É difícil saber o que esperar dessa comédia musical que se centra em Rebecca Bunch (Rachel Bloom), uma neurótica e ambiciosa advogada de Manhattan.

 Quando, em meio a um ataque de pânico, ela encontra inesperadamente um ex-namorado de adolescência, ela fica sabendo que ele vai voltar para sua cidade natal.

Rebecca, então, decide abandonar seu emprego para ir com ele para o interior da Califórnia. Bloom está muito bem no papel da amalucada personagem e o seriado é um deleite um tanto diferente.

Scream Queens (Fox)


Da imprevisível mente dos criadores de Glee, Ryan Murphy, Brad Falchuk e Ian Brennan, surge essa comédia de horror, Scream Queens.

A história se concentra em Chanel Oberlin (Emma Roberts), a líder de uma sociedade secreta de alunas de uma universidade. Ela é suspeita de ter atacado sua antecessora no cargo. Quando o número de mortes só aumenta, as meninas do grupo têm que descobrir qual delas estaria por trás dos crimes.

O resultado é uma divertida brincadeira com as convenções do gênero, subvertendo-os completamente.

Blindspot (NBC)
 


Uma mulher com amnésia e o corpo todo coberto de tatuagens recém-aplicadas é encontrada em um saco no meio da Times Square, em Nova York, detonando uma corrida para encontrar sua identidade.

Para complicar, os desenhos em seu corpo parecem prever uma série de crimes futuros.

A atriz Jaimie Alexander é uma protagonista convincente – uma mistura de heroína corajosa com mulher misteriosa.

Apesar de o piloto não mostrar bem para onde vai o seriado, Blindspot nos deixa à beira do sofá nos perguntando quais crimes o corpo da personagem vai anunciar.

The Grinder (Fox)


Rob Lowe vive o papel do ator Dean Sanderson, que acaba de ficar desempregado após o fim da série que o fez famoso, um drama de advogados chamado The Grinder.

Ao voltar para sua cidade natal em Idaho, onde seu irmão e seu pai são advogados, Dean decide se juntar a eles, usando sua experiência com o jargão para conquistar clientes.

Como sempre, Lowe é muito envolvente. Ao lado de Fred Savage, que faz o papel de seu irmão, temos uma combinação muito explosiva.

Limitless (CBS)

Originado do filme Sem Limites, de 2011, Limitless conta a história do músico Brian Finch (Jack McDorman) a partir do momento em que ele toma a droga estimulante NZT na expectativa de usar todo o potencial de seu cérebro.

Mas quando o amigo que lhe deu a substância aparece morto, ele se torna o principal suspeito e passa a ter que encontrar o verdadeiro assassino.

O grande atrativo, no entanto, é a presença do ator Bradley Cooper, que vai retomar o papel que fez em Sem Limites e deve fazer aparições ao longo da primeira temporada.

Grandfathered (Fox)


Mais uma comédia da Fox que estrela um ícone da TV. Desta vez, o ator John Stamos (do antigo seriado Três é Demais) faz o papel do dono de restaurante Jimmy, um solteirão convicto.

Quando Gerald (Josh Peck) chega ao lugar com a filha, um bebê que mal começou a andar, Jimmy fica sabendo que se trata de seu filho e sua neta.
O elenco é maravilhoso. Stamos é genial no papel do crianção Jimmy, Peck é muito simpático e Paget Brewster, a ex de Jimmy, está em plena forma.

Grandfathered é uma comédia sobre famílias, expectativas e maturidade - e deve agradar.

The Player (NBC)


Possivelmente um dos mais estranhos seriados dos próximos meses, The Player assume a existência de um jogo perigoso no qual milionários apostam nos resultados dos maiores crimes de Las Vegas.

Alex Kane (Philip Winchester) é um especialista em segurança que é levado a orbitar o jogo quando sua mulher é morta na sua frente. Seu papel passa a ser o de impedir um novo crime antes que ele aconteça, sempre contra as apostas dos jogadores.

É uma dessas séries em que o conceito é tão viajante que é difícil assistir e não se deixar levar. Resta saber se será um enorme sucesso ou um grande desastre. Faça suas apostas."

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...